Join

“Join” é uma performance que explora a transposição de ações entre os contextos sociais online e offline. As respostas dadas a um evento numa rede social online são utilizadas para criar um momento de confronto offline inesperado.

Este confronto pretende introduzir uma distância crítica relativamente ao uso do medium, tornando visíveis os mecanismos que operam na diluição dos contextos físico e não-físico. Através desta transposição, o medium perde a sua transparência e transforma-se num espelho, levantando questões sobre privacidade e identificação, inclusão e exclusão.

 
Logos

“Logos” é a palavra utilizada por Heraclito, filosofo grego pré-Socrático, que define o princípio cósmico que confere ordem e racionalidade ao mundo. Para Heraclito, o Universo encontra-se em constante fluxo, em mudança constante, sendo a realidade apenas uma mera sucessão de estados temporários. Numa abordagem física, “Logos” é representado por uma escultura de luz que reage aos diferentes estímulos que o espaço impõe. Num espaço minimal e repleto de incerteza, os elementos dialogam entre si, procurando a compreensão do espaço e a extensão do fluxo constante na perceção do observador, um elemento fulcral do momento. Este projeto desenvolve-se no âmbito do mestrado de Tecnologia e Arte Digital da Universidade do Minho.

 
Magia Augmentada

“Magia Augmentada” é um projeto resultante da conjugação de tecnologia digital e performance.

Se, até ao momento, os projetos tinham sido orientados para a utilização do vídeo em tempo real, em “Magia Augmentada” as artes digitais e interativas assumem diferentes elementos na cenografia, recorrendo ao vestuário com El Wire (material inteligente eletroluminiscente), ao Arduino e a Kinect (câmara com sensores infravermelhos).

 
Creatura

“Creatura” surge na continuidade do envolvimento do artista com o projeto LCD, um espaço que permite e torna acessível a manipulação de novos materiais e conceitos. Sendo um desenvolvimento do seu atual trabalho, “Creatura” reutiliza radiografias que são complementadas com desenhos de cariz quase erótico, transmitindo toda a sensualidade e versatilidade desse instrumento maravilho do qual o homem foi dotado… as mãos.

Blog: http://proximidade.blogspot.pt/

 
I-Instalação Sonora Interativa

O espaço físico que ocupamos é alterado de forma imperceptível e omnipre-sente pelas tecnologias e pelos media que utilizamos. Somos mediados num espaço invisível, carregado de ondas electromagnéticas que nos ligam aos outros — hyperlink humano.

Partindo desta ideia de “sistema nervoso” invisível, os artistas desenvolvem conceptualmente uma instalação interativa em que o visitante de um espaço se torna participante, utilizando involuntariamente o seu telemóvel na composição coletiva de paisagens sonoras.

 

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 Seguinte > Final >>