Laboratórios AZ em Vila Verde

Nos dias 25 e 26 de Janeiro os laboratórios Audiência Zero (LCD e xDA) apresentaram alguns projectos na biblioteca pública de Vila Verde. Esta mostra foi o primeiro passo de uma série de iniciativas promovidas pela Casa do Conhecimento em Vila Verde, em colaboração com Audiência Zero.

Casa Conhecimento

Foto de Mariana Bonaparte

Em dois dias, cerca de 500 alunos de escolas locais foram levados para uma sala secreta na biblioteca municipal para descobrir aplicações criativas e artísticas de diferentes tecnologias abertas.

 

No total, foram apresentados sete projectos.

Drawdio - Um instrumento eletrónico esotérico inventado por algumas pessoas no MIT que explora a condutividade da grafite e da água. O utilizador fecha um circuito eléctrico através do toque, gerando som que se faz ouvir através de um pequeno alto-falante. Apresentado por Ricardo Lobo e João Gonçalves.

GroundSpines Graffiti - Um exemplo de laser tag desenvolvido no XDA, inspirado no sistema de laser tag do GRL. Este projecto foi originalmente desenvolvido por Tiago Serra, Tony Gonçalves e Victor Martins para embelezar prédios abandonados em Coimbra. Apresentado por Pedro Salgado.

RC Micro Machines - Originalmente desenvolvido num sprint com membros dos Laboratórios AZ, mantido por Nuno Barros, Ricardo Lobo, João Gonçalves e Pedro Salgado. Apresentado por Nuno Barros.

AnonMirror - Uma instalação interactiva sobre o activismo social na sociedade contemporânea. Feito por Filipe Cruz usando openFrameworks e Kinect a partir de um trabalho desenvolvido por Victor Martins.

MakerBot - Ricardo Lobo apresentou e fez algumas manutenções em tempo-real na "Catarina", uma das duas Makerbots dos laboratórios. Foram impressos e oferecidos alguns assobios e mostradas algumas das maravilhas do Thingiverse.

Novo Picasso - Um robô controlado por uma Kinect que pinta o chão. Os utilizadores utilizam os gestos das mãos para enviar comandos através de Arduino para o servo-motores do robô. Projeto por Guilherme Martins, Pedro Salgado e João Gonçalves.

Teleforma - Projecto por Ricardo Lobo, João Gonçalves e Mécia Sá que lida com a relação que as pessoas têm com a fala e conversação. O projeto é baseado numa interface mecânica que permite que dois utilizadores traduzam visualmente a forma do seu discurso.